jusbrasil.com.br
16 de Abril de 2021

Líder de advogados conservadores diz que OAB tenta 'intimidar'

AUDIÊNCIA BRASIL, Administrador
Publicado por AUDIÊNCIA BRASIL
mês passado


Presidente da Ordem dos Advogados Conservadores do Brasil (OACB), Geraldo Barral criticou o pedido de investigação sobre "possível infração disciplinar" da entidade encaminhado na semana passada à Corregedoria do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Para Barral, a iniciativa do presidente da OAB, Felipe Santa Cruz, é uma "tentativa de intimidar" o grupo.

A OACB publicou uma mensagem nas redes sociais em que anuncia uma espécie de "disque-denúncia" para que internautas reportem à entidade ofensas ao presidente Jair Bolsonaro, a familiares do chefe do Executivo ou a integrantes do governo federal, "seja por parte de políticos, artistas, professores ou qualquer um do povo". "Vamos processar todos", diz a postagem do grupo.

"Nós não estamos cometendo nenhum tipo de crime, nem violando as nossas prerrogativas, nem sendo antiéticos. Pelo contrário, estamos tentando ajudar", afirmou Barral ao jornal O Estado de S. Paulo na sexta-feira passada.

Segundo ele, a entidade é composta por "pessoas idealistas e comprometidas com os princípios" ligados à família, à pátria e aos ideais cristãos.

"Crime contra a honra é uma coisa. Criticar, é outra. A gente vai analisar todos os casos, alguns que já encaminharam para a gente nem cabe mais a notícia-crime. Nós vamos trabalhar com casos recentes, de agora em diante. Nós vamos agir dentro da lei", disse o dirigente.

Segundo Barral, o anúncio do "disque-denúncia", feito após a prisão do deputado bolsonarista Daniel Silveira (PSL-RJ), em 16 de fevereiro, atraiu novos apoiadores interessados em se associar à OACB - há cerca de 500 novos integrantes em processo de associação, afirmou.

Para Santa Cruz, os advogados conservadores agem contra a livre manifestação de opiniões. A corregedoria vai investigar "possível cometimento de infração disciplinar e tentativa de uso indevido do nome da Ordem", disse o presidente da OAB por meio de nota.

"A Constituição Federal garante a livre manifestação de opiniões e esse é um dos pilares de qualquer democracia. Parece, portanto, que tal 'entidade' desconhece ou despreza a Constituição", afirmou Santa Cruz.

Estrutura

Após a repercussão do caso, a OACB recebeu, via redes sociais, uma oferta de ajuda financeira, mas ela foi recusada. "Nós não temos o interesse de ter um fim lucrativo. É um trabalho pro bono, que o advogado tem direito de fazer", afirmou o presidente da entidade.

No início de fevereiro, o grupo instituiu a cobrança de mensalidade. A taxa paga por associado é de R$ 22 e será usada no desenvolvimento de um site. O grupo não planeja a criação de uma sede física.

"Jamais vamos aceitar qualquer tipo de doação ou ajuda que venha contrariar os nossos ideais e nossa independência", disse Barral. "Eu, particularmente, não tenho a intenção de me envolver politicamente. Mas tem colegas com interesse na política. Se ele preza os nossos princípios, quem sabe nós podemos até apoiar."

No Twitter, entre quinta e sexta-feira da semana passada, o perfil da OACB ganhou mais de mil seguidores, chegando a quase 7 mil pessoas. No início da semana, a comunidade virtual era composta por cerca de 300 pessoas.

(Fonte: Estadão)


📰 Leia também:

➡️ 19.000 Petições Premium - A Seleção Completa de +1.000 Peças Atualizadas e +18.000 de Petições Jurídicas Diversas

➡️ Petições Imobiliárias 2020 - Baixe Gratuitamente 01 Modelo de Petição!!

➡️ Tese Restituição do ICMS sobre a Fatura de Energia Elétrica

6 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

O artigo 2º do Código de Ética da advocacia preceitua:

"O advogado, indispensável à administração da Justiça, é defensor do estado democrático de direito, da cidadania, da moralidade pública, da Justiça e da paz social, subordinando a atividade do seu Ministério Privado à elevada função pública que exerce".

O que faz o presidente ?

Destila ódio contra o Estado democrático de direito.
Destila ódio contra as minorias, negros, índios, pobres e mulheres.
Destila ódio contra a oposição
Destila ódio contra o STF.
Destila ódio contra o socialismo,
Destila ódio contra os petistas.
Culpa os petistas e os socialistas de todas as desgraças do Brasil, reais e irreiais.

O que fazia Hitler ?

ódio contra os comunistas.
ódio contra os judeus
culpava os judeus de toda desgraça da Alemanha que ocorreu na verdade com o tratado de Versalhes.

Quem deve ser processado ?

Que vergonha !!! continuar lendo

Faz tempo que eu leigo sei que a Doutrinação Ideológica Marxista chegou até a OAB. continuar lendo

sério ?

kkkk;... continuar lendo

Numa Democracia, é livre a expressão, desde que haja alguns limites. Não se pode, por exemplo, fazer apologia ao crime. Tendo em vista a evidente gestão desastrosa do governo federal - que certamente irá ser levado à barra dos tribunais em futuro próximo - ignorando o desastre humanitário de mais de 1/4 de milhão de mortes de brasileiros e tomar o partido da defesa deste governo (afinal,alguém tem de defende-lo), se propondo a processar quem dele "falar mal" é bem contraditório. Os defensores que optaram por esta forma de "defesa", querendo calar a voz dos detratores (?), se igualam ao objeto de defesa. "Suae quisque fortuna faber est." (Frank Miller). continuar lendo

O País precisa de uma entidade representante da advocacia independente e apartidária continuar lendo