jusbrasil.com.br
15 de Outubro de 2019

Idosa será indenizada em R$ 4.000 após atraso de onze horas em voo, decide TJ

AUDIÊNCIA BRASIL, Administrador
Publicado por AUDIÊNCIA BRASIL
há 3 meses


Após onze horas de atraso em um voo que viajava de Porto Alegre para Belo Horizonte, o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) condenou uma empresa aérea a indenizar uma passageira idosa em R$ 4.000 por danos morais. A decisão da 16ª Câmara Cível foi divulgada nesta segunda-feira (8).

No plano inicial de voo, estava previsto que a aeronave sairia às 5h27 da capital gaúcha, faria uma conexão em Curitiba e, finalmente, chegaria a Belo Horizonte às 11h06. No entanto, a companhia responsável teria modificado todo o itinerário sem aviso prévio. Assim, os passageiros foram levados para Maringá, não sem antes passar por São Paulo. O desembarque no destino final aconteceu apenas às 22h.

Para se defender, a empresa sustentou que problemas meteorológicos foram a causa da mudança. Contudo, o juiz Cássio Azevedo Fontenelle, que julgou o caso na 27ª Vara Cível de Belo Horizonte, entendeu que a companhia aérea não comprovou a necessidade da alteração no itinerário e determinou o pagamento da indenização.

Diante da decisão, a empresa recorreu ao TJMG e alegou que o atraso não foi suficiente para acarretar danos à passageira. O relator do processo, desembargador Marcos Henrique Caldeira Brant, manteve a sentença anterior e apontou que a excessiva demora causou estresse psicológico, constrangimento e cansaço aos passageiros. Os outros dois desembargadores votaram favoráveis à manutenção da indenização.

(Por Lara Alves / Fonte: www.otempo.com.br)

📰 Leia também:


➡️ Banco de Petições + 20 mil modelos de petições jurídicas, atualizadas, prontas e editáveis em word

➡️ Cronograma 30 Dias para Aprovação na OAB - O melhor custo benefício em Planejamento de Estudo do Mercado

➡️ Petições de Trânsito 2019 - O melhor custo benefício em Petições de Trânsito do Mercado + 4 Bônus Exclusivos

1 Comentário

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

Trata-se de populismo, isto é, a necessidade que o Estado tem de agradar o povo. Por mais que a empresa também seja povo, porém menos povo do que a estigmatizada velhinha indefesa, que remete ao conceito medieval: "iustitia dulcore misericordiae temperata" (justiça doce, temperada de misericórdia), por que medieval? Porque está consoante o princípio do amor! Doutrina máxima do cristianismo ou da idade das trevas.
Agradeço pelo bom artigo, pretendo tê-lo complementado, esforça-te ao máximo!
Obrigado. continuar lendo